Bahia registra 33 encalhes de baleias em 2017; saiba o que fazer se encontrar animal preso em praia

O Instituto Baleia Jubarte divulgou no último dia 11 que foi registrado em 2017, até o momento, o encalhe de 33 baleias na costa da Bahia. O estado é o que tem o maior número de encalhes reportados em todo o país.

Segundo o Instituto Baleia Jubarte, os animais encalham por estarem fracos ou desorientados devido a doenças, ferimentos por colisão com embarcações ou emalhe em redes de pesca. A poluição nos oceanos também pode afetar a saúde dos animais. Ainda segundo a entidade, filhotes que se perdem das mães não conseguem se alimentar sozinhos e podem encalhar.

Entre os meses de julho e outubro, o número de baleias na costa baiana normalmente aumenta, especialmente no litoral do sul do estado, que é o destino de centenas de baleias jubarte que vêm da Antártica para acasalar e dar à luz aos filhotes nas àguas mornas do litoral baiano. Com o acréscimo na quantidade de animais na costa, consequentemente o número de encalhes também aumenta.

Confira os cuidados que se deve ter ao avistar um animal encalhado:

  • Acione imediatamente o Instituto Baleia Jubarte, através dos telefones (73) 3297-1340 e (73) 9 8802-1874, no sul da bahia; e (71) 3676-1463 e (71) 9 8154-2131, em Salvador, Litoral Norte e RMS;
  • Isole a área e mantenha pessoas e animais afastados;
  • Tire fotografias do animal para a judar a identificar a espécie;
  • Coloque panos molhados sobre o animal e providencie sombra para evitar queimaduras do sol;
  • Mantenha o animal molhado;
  • Nunca jogue água no orifício respiratório;
  • Nunca tente arrastar o animal pela cauda.

Fonte: G1.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.