Coordenadoria das Mulheres planeja ações no interior da Bahia

A Secretaria de Políticas para as Mulheres da Presidência da República (SPM-PR) divulgou, no início do mês de agosto, o mapa da violência contra a mulher no Brasil e a Bahia ficou em 6º lugar no ranking de estados com maior índice de violência doméstica. O mapa levou em conta as ocorrências de 2008, 2009 e 2010.

Diante deste dado, a Coordenadoria Estadual das Mulheres em Situação de Violência Doméstica e Familiar, vinculada ao Tribunal de Justiça da Bahia, elaborou um plano de ações para subsidiar as comarcas do interior no combate ao problema.

A equipe técnica da Coordenadoria, presidida pela desembargadora Nágila Maria Sales Brito, irá visitar as cidades do interior, orientando os servidores das Varas Criminais sobre os encaminhamentos adequados para os casos de violência doméstica e familiar, além de difundir a Lei Maria da Penha.

Delegacias Especializadas e Centros de Referência em Assistência Social também estão no roteiro de visitas da Coordenadoria, que terá início em setembro. A ordem das visitas obedecerá a colocação das comarcas no mapa; as que registraram mais homicídios, serão visitadas primeiro.

Dos dezessete municípios baianos que apareceram no mapa, Porto Seguro foi o que mais se destacou com uma taxa de 22,1% de violência registrada, ocupando o terceiro lugar no ranking brasileiro.

Apesar de registrar 315 homicídios nos três anos mapeados pela pesquisa, Salvador ocupou a 94ª posição devido ao contingente populacional feminino.

Texto: Ascom do TJ-BA

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.