Inema descobre área de desmatamento ilegal na região de Ipiaú  

Uma operação do Inema (Instituto do Meio Ambiente e Recursos Hídricos) com o apoio da Polícia Rodoviária Estadual (PRE) apreendeu uma grande quantidade de madeira de lei que estava sendo desmatada em três fazendas na divisa dos municípios de Ipiaú e Barra do Rocha. A operação teve início na última sexta-feira (22), quando as equipes estiveram no local e constataram a denúncia.
Segundo o Inema foram extraídos ilegalmente mais de 200 metros cúbicos de madeira (Foto: Giro Ipiaú)
Os homens que realizavam o desmatamento conseguiram fugir pela mata. De acordo com o Inema foram apreendidas nas fazendas Cecília, Boa Vista e Baixo Fundo, 50 pranchas de madeira, 39 tábuas e 40 estacas. O material foi recolhido pelo Instituto do Meio Ambiente na tarde desta terça-feira (26).
Madeiras eram extraídas durante o dia e transportada na madrugada (Foto: Giro Ipiaú)
A reportagem do GIRO acompanhou de perto a devastação realizada nas propriedades rurais. Conforme a denúncia, foram extraídas ilegalmente da reserva mais de 200 metros cúbicos de madeira. “Eles derrubavam as árvores de dia, depois fazia as pranchas e transportava no período da madrugada”, disse um morador da região.
Madeira apreendida foi removida na tarde dessa terça-feira pelo Inema (Foto: Giro Ipiaú)

Madeiras extintas como Jequitibá Rosa (uma das maiores árvores e de maior longevidade da flora brasileira) com mais de 400 anos, além de Sucupira, Pau D´arco, Vinhático e outras foram derrubadas.

Operação foi realizada pelo INEMA com o apoio da PRE (Foto: Giro Ipiaú)

Segundo apurou o GIRO com as autoridades, a área localizada próxima a estação de tratamento de esgoto da embasa, estava sendo explorada por um homem identificado como Dilvânio Costa de Oliveira, que teria adquirido as propriedades. Ele não foi encontrado pela nossa reportagem. O crime ambiental está sendo investigado pelos órgãos competentes.

Fonte: Giro Ipiaú. 

Deixe uma resposta