I NODIN – 2013

 

Logoo do Nodin DOC

 

O I NODIN – Novembro de Direitos e  Identidades Negras da UESC  foi um evento de três dias: no primeiro dia promoveu um diálogo entre os movimentos sociais e os discentes da UESC sobre os direitos da população negra. A apresentação cultural veio de Ubatã com o grupo de dança Tribo Timbalando, precedendo a conferência da Procuradora de Justiça do Estado de Pernambuco, Dra. Maria Bernadete Martins de Azevedo que tratou do Trabalho do GT Racismo do Ministério Público de Pernambuco. No Segundo dia abriu-se espaço para apresentação de banners, realização de mini-cursos, ainda houve uma Roda de Conversa sobre a Rede de Museus e memoriais dos Terreiros de Candomblés do Estado da Bahia com Táta Anselmo e o cine-debate do filme Raça coordenado pela Profa. Dra. Raquel Oliveira. Por fim promoveu-se um diálogo inter-religioso com representantes das religiões mulçumana, budista, batista e candomblecista.

O NODIN foi realizado pelo Projeto de Extensão LAIKOS, do Departamentos de Ciências Jurídicas – DCJUR,  o Grupo Multiculturalismo do Departamento de Edcuação, o TEAR – Temas de Estudos Aplicáveis às Realidades, do Departamento de Filosofia e Ciências Humanas e apoio do KÀWÉ — Núcleo de Estudos Afro-Baianos Regionais do Departamento de Letras, da Secretaria de Promoção da Igualdade Racial do Estado da Bahia – SEPROMI,  do Ministério Público do Estado da Bahia – Regional Itabuna.

O NODIN se desdobrou em apoio e ações ao Novembro Negro realizado pelo Comitê de Políticas de Promoção da Igualdade Racial de Itabuna e o Coletivo de Entidades Negras de Itabuna, em função de parceria realizada entre o Laikos e a Secretaria de Assistência Social do Município de Itabuna, realizando Seminários junto ao Sindicato dos Comerciários de Itabuna, no Colégio Amélia Amado e com os professores da rede municipal e estadual de ensino, além de apoiar outras ações como exposição de cultura afro, a vigília e caminhada a Zumbi dos Palmares, o concurso de Beleza Negra e exibição de filmes, documentários e rodas de capoeira na cidade.

 

 

Deixe uma resposta