Senado produz encarte especial sobre violência contra a mulher

A Agência Senado produziu um encarte especial do Jornal do Senado sobre violência contra a mulher e a aplicação da Lei Maria da Penha. Com o título, “O Inferno das Mulheres”, o caderno reúne reportagens sobre o histórico da violência doméstica no Brasil, a criação da Lei Maria da Penha, o contexto atual e as dificuldades para sua implementação, a partir do trabalho realizado pela Comissão Parlamentar Mista (CPMI) da Violência contra a Mulher.

O encarte do Jornal do Senado reúne informações sobre as dificuldades enfrentadas para que a Lei Maria da Penha seja implementada no território nacional, como a falta de recursos, estrutura e conscientização da população e dos aplicadores da lei, além da persistência de uma cultura machista desde o período colonial. A publicação também evidencia iniciativas feitas para vencer tais barreiras e diminuir os índices de violência doméstica no país. É o caso de Minas Gerais, que, diante do não cumprimento das medidas protetivas emitidas pela Justiça, criou uma tornozeleira eletrônica para impedir os homens agressores de se aproximarem das mulheres que estão sob proteção Judicial.

relatório final da CPMI, aprovado por unanimidade na última quinta-feira (04/07), apresenta 15 propostas de mudança na legislação e 68 recomendações ao Judiciário, ao Executivo e ao Ministério Público para enfrentar um problema a violência doméstica. Entre as mudanças, está a criação do tipo penal do feminicídio e a proposta que estabelece que as mulheres em situação de violência doméstica e familiar passem a ser consideradas vítimas de tortura.

Confira outras reportagens da Agência Senado: http://www.compromissoeatitude.org.br/senado-produz-encarte-especial-sobre-violencia-contra-a-mulher/

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.