Setembro registrou número recorde de queimadas

Setembro acabou, mas se tornou o mês com o maior número de queimadas da série histórica do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe). Foram 95 mil queimadas em 22 dias, número maior de todos os outros meses completos, desde 1999. Quais fatores explicam um número tão elevado?

Segundo Alberto Setzer, pesquisador do Inpe e coordenador do Monitoramento de Queimadas por Satélite, apesar das condições meteorológicas favorecem a propagação do fogo, as queimadas são um desastre humano. “Não estamos falando de um desastre natural, como o caso deste terremoto recente no México, é um desastre humano. Porque somos nós que somos responsáveis por essa situação”, alerta.

Ouça a entrevista que o especialista concedeu ao programa Revista Brasil:

Fonte: Revista Brasil; EBC.

Deixe uma resposta